• Perfumando | 212 Vip Rose, La Tentation de Nina e La Petite Robe Noir

    Hoje é dia de mais um “Perfumando” e mais 3 delícias super especiais. Vou contar um pouquinho do 212 Vip Rosé, a nova fragrância de Carolina Herrera, La Tentation de Nina, a nova maça de Nina Ricci que desta fez fez uma deliciosa parceria com a Ladurée e o Le...

    Leia mais...
  • Blush Rockateur Box o’ Powder da Benefit

    Aqui está um dos blushes que lançaram na gringa e me deixaram doida, o Rockateur Box o’ Powder. Afinal, tudo que a Benefit lança eu fico com fogo danado para ver de perto..rs. Eis que no evento de lançamentos que eu contei aqui, recebi uma caixinha para mim e no...

    Leia mais...
  • Cabelos | Um pouquinho de Lee Stafford no Brasil

    Bom meninas, demorei para fazer este post pois estava tendo mais contato com os produtinhos da marca antes de postar. Ainda não é resenha de nada pois farei um mais detalhado depois que testar cada um um mês seguido. Vocês se lembram deste post que fiz há mais de ano...

    Leia mais...
Postado por Cinthia Ferreira em 15-ago-2011

Aceitando e construindo a própria beleza

Entrevista

Já se passaram alguns meses desde que fui convidada para participar de um bate papo sobre a nova campanha da Dove. E uma das partes mais bacana do evento, foi poder conversar com a psicanalista Joana de Vilhena Novaes que estuda a fundo as “doenças” da beleza.

Um pouquinho sobre a Dra. Joana…

“Joana de Vilhena Novaes é Coordenadora do Núcleo de Doenças da Beleza do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social – LIPIS da PUC-Rio, Pesquisadora do Laboratório de Pesquisas Clínica e Experimental em Biologia Vascular (Bio-Vasc/UERJ). Pós-doutoranda em Clínica Médica (UERJ), Pós-doutora em Psicologia Social (UERJ), Doutora em Psicologia Clínica (PUC-Rio). Pesquisadora-correspondente do Centre de Recherches Psychanalyse et Médecine – Université Denis-Diderot Paris 7 CRPM-Pandora.

Autora dos livros O intolerável peso da feiúra. Sobre as mulheres e seus corpos. Ed. PUC/Garamond (2006) e Com que corpo eu vou? Sociabilidade e usos do corpo nas mulheres das camadas altas e populares. Ed. PUC/Pallas (2010).”

Como o tema da campanha era incentivar as mulheres aceitarem a própria beleza, aproveitei para fazer uma pequena entrevista (vergooonha) com a Dra Joana, que é uma querida, falando sobre seu livro ” Com que corpo eu vou?” (tem aqui)  e saber sua opinião sobre a ditadura da beleza.

Joana fala um pouquinho sobre a diferença do padrão de beleza em várias classes sociais, sobre a o peso idealizado pelas mulheres e sobre a beleza que pode virar uma doença.

Desculpem a inexperiência da pessoa aqui que aceitou o pedido da equipe de filmagem, pagou um “miquinho” básico e se enrolou toda na hora da gravação ( a a mãozinha Italiana que não para). Enfim, me ignorem e escutem somente o que a Dra diz tá…rsrs.

Como é complicado falar da própria beleza não é mesmo? As vezes é tão fácil achar a amiga linda, a colega de trabalho uma “Deusa Grega” e é tão complicado se olhar no espelho e ficar contente com o que estamos vendo.

Acredito que a autoconfiança é tão importante ou mais do que a própria beleza. Saber valorizar nossos pontos fortes, olhar bem para o espelho e dizer “Como você está linda hoje” uma vez por dia, pode trazer muitos benefícios à alma. Se para muitas mulheres este exercício é tão fácil, para outras (oi) é muito complicado, mas não é impossível.

Afinal se não nos acharmos belas, ninguém mais vai achar.

Quem quiser saber mais sobe a Dra Joana tem site dela aqui, facebook aqui e o livro aqui.

Bjinhos, Ci ;*

Deixe um comentário em "Aceitando e construindo a própria beleza"
  1. aline gomes
    15/08/2011

    Boa noite Ci…Parabens pelo post!Vc mexeu na ferida da maioria das pessoas:a beleza!Eu mesma nao me acho bonita,ja tomei remedio pra emagrecer e nao gosto de sair de casa porque engordei!Tenho vergonha de ser gordinha…E eu engordei fazendo tratamento hormonal!Eu amo maquiagem e ler sobre make!Quem sabe um dia eu me ache linda sem precisar de make,ne?Amanha vou retomar o tratamento com a psicologa.Gosto muito do seu blog!bjs

    • Obrigada.
      É um assunto super complicado mesmo. Acho que se a pessoa já está se cuidando, principalmente da saúde, tem que se aceitar e tirar o melhor de si. Acho que acompanhamento psicológico nos dias de hoje, deveria ser um programa obrigatório para a maioria da população isso sim. Nada melhor falar com um profissional que realmente entende os problemas que nossas mentes são capazes de criar.
      E a questão de se achar linda sem make, acho que nem é o caso pq a make simplesmente ressalta o que temos de melhor. Aliás por que não deixar o que já é naturalmente belo, ainda mais belo ?
      Bjs

  2. Malu Cunha
    15/08/2011

    Nossa!! Adorei a entrevista!!! =)
    É sempre bom ouvir conselhos como esses! Afinal, cada uma tem um beleza única, que é o nos torna tão especial!

  3. Maraisa
    16/08/2011

    HAHHAHAHAha Ai Ci! O que aconteceu no final que você tirou o microfone? Se atrapalhou toda tadinha….

    Amei a entrevista! Muitas pessoas devem assistir para se aceitar melhor, aliás, acho que devem ler o livro também, creio que ajudará muita gente.

    Parabéns! Amei sua entrevista viu? Pode fazer mais \o/

    beijos

    • hahaha então….a italiana aqui não nega né…..vc nap tem noção como é complicado falar com as mãos paradas…ahhahahahah
      bjsss

  4. Lu Flor
    16/08/2011

    Para de se criticar tanto, mulher! A entrevista ficou otima!

    Alias, “cutucou” a ferida. Foi um “wakeup call” do tipo “easy to say, hard to do”. E por isso vc não encontrara mais fotos minhas no fb.
    Meus espelhos sao criticos demais. ^.~

    Beijosssss!!!
    Ps: e vc eh linda, pessoalmente, em fotos e videos!!!

    • :) ta vendo…nem adianta brigar comigo que vc é pior ainda…rsrs A senhorita tb é linda pessoalmente e nas foto (acho que nao te vi em video ainda…haha)
      Vamos tomar vergonha na cara um dia heim rsrs
      bjsss

      • Lu Flor
        16/08/2011

        Ci… p/ não virar uma discusão sem fim… confio no meu espelho.
        Vergonha na cara eu tenho, por isso me escondo (o unico lugar onde “dou minha cara a tapa” é aqui no seu cantinho pelos motivos que já te falei em off…) hehehehehehe…
        Mesmo assim, obrigada pela tentativa de ver alguma beleza em mim.

        Beijossssssssss!!!

  5. Tamiris Roseli
    16/08/2011

    Oi então é que as vezes a mídia nos impõe alguns padrões e nos deixamos levar, mas eu me amo gorda, magra a gente tem que se amar,e os blogs sobre beleza nos ajudam muito né, adorei este post.

  6. Demais o post e a entrevista! Deve ter aberto os olhos de muitas mulheres (inclusive os meus)! Estou louca para ler este livro.
    Beijinhos e parabéns!

  7. Vanessa
    16/08/2011

    Gurias,

    Eu sou super bem resolvida com meu peso… eu tenho 90kg. Sou gordinha e trabalho com beleza (cabeleireira e maquiagem) e já sofri preconceito por isso.
    Muitos salões não queriam me contratar porque achavam que eu não aguentava o dia em pé…rs.

    Eu confesso, ficava triste… mas eu dei a volta por cima e montei meu próprio negócio. Tenho meu blog e minhas clientes. Tô super bem!

    E incentivo minhas amigas, clientes e vizinhas a se gostarem. Este é um dos principais objetivos do blog: mulher com cabelo, unha e maquiagem se sente bem e com a auto-estima com qualquer peso!

    Valorize-se!
    Vanessa Branco,

  8. Aline
    16/08/2011

    Adorei o post, a frase do título me gerou uma reflexão, parabéns pela ideia e publicação. Autora do livro show tb hein? :D

  9. Juliana
    20/08/2011

    Ahhh….adorei….vc estava ótima sim!! Como vc disse costumamos achar as blogueiras “perfeitas” sim….mas realmente vc é linda, leva o seu trabalho super a serio…ajuda a todas nós com esse blog maravilhoso, ainda mais trazendo assuntos tão delicados e necessarios como esse!!
    Bjos!!!

Atenção: todos os comentários aguardam moderação - não envie links no campo de texto pois seu comentário cairá diretamente na pasta de spam!