All around me Meus Diários

Meus diários dos anos 90 | O dia que eu me apaixonei pelo Papai Noel.

diarios_anos90_noel

Como eu havia prometido, aí vai mais um capítulo da minha vida registrado nas páginas das minha agendas. Uma vez por mês tentarei de não esquecer da tag.

Hoje vou contar um pouquinho sobre o dia que eu me apaixonei platonicamente pelo Papai Noel, ou…quase isso.

Meados de 92 e a minha primeira festa a fantasia estava prestes a começar. Eu com uma roupa de “Yasmin” (na época era só odalisca mesmo) desenhada por mim e feita pela minha mãe, sapatilhas e um enorme rabo de cavalo bem no alto da cabeça. Estava frio, mas quem liga para isso quando se é adolescente e sonha com a festa perfeita e o encontro com um possível Aladdin.

Cheguei sozinha e encontrei com as amigas no tal clube, entramos para a festa e corremos para o banheiro retocar a maquiagem (que naquele tempo, era um batom e uma máscara de cílios e muita sombra azul para combinar com a fantasia).

Música bombando, luzes coloridas e fumacinha de cereja. O povo dançando e os grupinhos indo de um lado para o outro do salão (o esquema era “não parar jamais” até ter um bom motivo para isso rs).

Até que eu dei de cara com o “Papai Noel”. Sabe aquele carinha meio surfista que não tinha roupa para ir no baile a fantasia, catou a primeira touquinha vermelha de Papai Noel que viu na frente e foi ? Pois é…esta era a tal figura.

Moreno, alto, olhos verdes, cabelos lisos, longos e levemente loiros queimados do sol. Sim, eu me apaixonei kkk. Aliás, incrível lembrar como eu me apaixonava fácil por figuras deste tipo, mas enfim…

Por alguns segundos eu não ouvi a música, só via aquela obra de arte na minha frente e tinha vontade de dizer o quanto eu havia sido uma boa menina naquele ano. Óbvio que ele nem percebeu a minha humilde presença e a festa continuou.  Passei na frente dele algumas vezes e depois em casa não parava de pensar no meu Papai Noel as avessas.

E por obra do destino, nas próximas festas que eu fui naquele ano, o bendito sempre estava presente. Horas acompanhado, horas na pegação, mas sempre gato. Quanto a mim, hum, nem sequer uma olhadinha, e olha que eu sempre passava “sem querer” perto dele.

Quase dois anos depois, eu menos criança, namorando, fui fazer o colegial em outra escola e com quem eu dou de cara…..sim, o próprio. Para deixar a situação ainda mais cômica, ele virou amigo do meu namorado da época, que também foi estudar na mesma escola ;)

Um dia quando fui encontrar meu namorado na classe dele, o amigo todo gracioso olhou para a mocinha compromissada aqui, deu um sorriso e se despediu do meu namorado com uma cara de peste dizendo….“Falou ai… “sócio”!!!

Oi ???? Sócio??? Ele me viu? Reparou em mim? E eu namorando???

Sim minha caras, esta é a vida real rs*. Assim que as coisas acontecem depois do “Once Upon a Time…”. De princesa e odalisca, só restou a minha fantasia de voal e cetim. Nada de Papai Noel, nem Aladdin ;)

Abaixo os outros posts da tag

.

You Might Also Like...

  • Wanila Goularte
    julho 11, 2013 at 4:42 pm

    Adoro essa sua série de posts, acho super divertido! Hahaha Beijos.

    • Cinthia Ferreira
      julho 11, 2013 at 4:54 pm

      :) Eu mesma desacredito nas histórias quando leio meus diários ahahha é muita bizarrice para uma pessoa só ahhaha
      bjs

  • isabele
    julho 11, 2013 at 4:52 pm

    Adoro essas postagens! São muito boas. Eu também sempre me atraio por esse tipo de cara, o problema é que já sou adulta e isso não passou! hahaha
    OREMOS!!
    Beijos

    • Cinthia Ferreira
      julho 11, 2013 at 4:55 pm

      tks ;)
      Eu felizmente mudei de estilo logo depois ahahaha. Agora prefiro mesmo um cara de terno e mais homenzinho ahahha.
      E de surfista meu marido não tem naaaaada rs ;)
      Bjs

  • Thais Machado
    julho 11, 2013 at 7:09 pm

    Cí, ri demais com essa história, mt engraçada! Hahahaha
    Não esqueça dessa tag viu, é mt boa!
    Beijão

  • Gabriela
    julho 11, 2013 at 8:14 pm

    Acho muito legal esses seus textos! Tem tanta blogueira por aí tentando se camuflar e você se abrindo pra gente! Por isso que sou fiel ao blog e você! rsrs
    Aliás, sou da mesma cidade que você e sempre me pergunto qual era o lugar que você diz… Mas acho, com quase certeza, que a festa era no Aramaçan, afinal, eram lá as melhores festas antigamente! Apesar que quando já tinha idade, era mais shows mesmo… =/ rsrsrs

    • Cinthia Ferreira
      julho 12, 2013 at 10:52 am

      Obrigada ;)
      E na verdade eu acho que privacidade faz parte e eu sou muito adepta a ela rsrs Mas acho que tem coisa que não tem problema nenhum contar e deixa as leitoras mais próximas né rsrs
      E sim, vc super acertou ahahah aliás, um próximo post será sobre um show lá e foi catastrófico ahahahha
      Bjs

  • Flavia
    julho 12, 2013 at 9:02 am

    Oi Cíntia!
    Adoro qdo vc faz este tipo de post!
    Relembrar os momentos divertidos da nossa vida nos torna mais vivas, né?
    Muito bom!
    bjs

    • Cinthia Ferreira
      julho 12, 2013 at 10:53 am

      Com certeza. E acho que eu dou muito mais risada que vcs lendo e escrevendo estas abobrinhas antigas ahahah
      bjs

  • Camila B.
    julho 12, 2013 at 9:58 am

    Pior que é sempre assim né? Affff……

  • kellen
    julho 12, 2013 at 3:01 pm

    O que chamou minha atenção foi a foto do Axl Rose. Lembro que meu diário era lotado de foto dele!!!
    Coloquei em uma pagina que tinha o sonho de ir em um show dele nossa faz tanto tempo hehehehe!!! Bem consegui ir ao show dele e voltei pra escrever no meu diário e deixar registrado mais esse momento na minha vida!!
    Sempre te acompanho!!!! Bjus!!!

  • Amandinha
    setembro 22, 2013 at 7:02 pm

    Show! Amei!