Menu
All around me

Sentindo na pele…

Como pode uma pessoa que cuida tanto da pele, uso um milhão de produtos, nunca teve problemas de espinhas na adolescência estar completamente descontente com a imagem atual ? Então eu explico o porque.

Do final do ano para cá minha vida pessoal virou uma loucura. Quem me acompanha no twitter (aqui) já está sabendo de parte do que estou passando.

Primeiro meu avô paterno faleceu, depois meu avô materno teve 3 AVCs e na mesma semana meu pai foi parar na UTI com um coágulo no cérebro. De lá para cá tentaram tratar com remédios, tiveram que operá-lo, passou uma semana na UTI, saiu do hospital e depois de uma semana voltou para lá por conta de uma infecção na cirurgia e ainda está por lá tratando com antibióticos fortes. O Vô está bem e meu pai tb, só esperando terminar a medicação para sair do hospital.

No meio disso tudo eu tinha minha viagem para a Europa marcada para o carnaval e tive que desmarcar. Marquei para um mês depois da cirurgia dele e tive que desmarcar novamente. Paguei taxas, me descabelei para não perder ingressos comprados e acabei quase me mudando para o hospital para fazer visitas diárias.

Resultado disso tudo, um stress como eu nunca tinha vivenciado antes.

Isso aqui não é diário, mas tive que contar o motivo para explicar o quanto o stress pode transformar a pele de uma pessoa. Afinal, quando ouvimos falar sobre envelhecimento, o primeiro vilão depois do sol e do cigarro,é o stress.

De um mês para cá, meu vitiligo (que contei aqui) piorou uns 40% na região do rosto. Apesar de ter a pele clara, as manchas são bem visíveis quando estou com base levinha. Mas além do vitiligo comecei ter microespinhas chatas que me assusto só de olhar no espelho. Minha testa está cheia de bolinhas.

Meu marido que nunca viu minha pele assim ficou até assutado, perguntando até se eu estava testando algum produto novo. Mas não….o único produto novo da minha vida foi uma dose diária de um strees fora do comum.

Agora que o susto maior passou, parece que estou começando a voltar ao normal. O meu amado Clarisonic está ajudando com as bolinhas e tenho tentado ignorar as novas manchas brancas do vitiligo para ver se daqui algum tempo elas desaparecem.Estou utilizando meus creminhos direitinho, máscaras faciais de argila 2 vezes por semana, mas percebo que se fico alguns dias mais relaxada, a pele melhora muito.

É muito fácil falar para uma amiga não se preocupar e tentar ficar calma, mas quando é conosco, a coisa fica diferente. Estou tentando voltar a minha rotina, tentar ter mais pensamentos positivos e rezando sempre para tudo ficar bem logo.

Enfim, só queria compartilhar um pouco do meu drama para alertar algumas meninas que passam por situações traumáticas e nem se lembram que o resultado disso tudo pode vir parar na pele. Culpam o creme, culpam a base, culpam a comida, culpam a poluição e nem dão bola por situações desgastantes. Então nada de cigarro, nada de exagerar no álcool, tentar comer menos gordura, beber bastante água, usar protetor solar todos os dias e acima de tudo tentar manter o stress sobre controle, o que no meu caso é a única coisa que não tenho conseguido fazer.

 

Sobre o autor

Editora e idealizadora do Makeup Atelier www.cinthiaferreira.com.br

O melhor produto de Drunk Elephant | Lala Retro 3 Perfumes docinhos com toque Gourmand Como ter cílios curvados sem curvex Tudo sobre o BT Gloss de Bruna Tavares SPA em casa | Os Óleos corporais de Clarins