Menu
Geral / Makeup / review / Swatches

Testando Teint Miracle | e escolhendo a cor certa

Depois de séculos do lançamento, decepção com a compra, adaptação e amor, chegou minha vez de falar sobre a tal “Teint Miracle
Comecei a prestar atenção nesta base, depois que a Lu Flor viu o lançamento e comentou sobre a tecnologia de partículas multirefletoras. Tempo depois foi a vez do tal casamento real onde Kate Middleton fez sua própria maquiagem usando a Teint Miracle.
.
Daí é claro que a curiosidade aumentou e acabei encomendando a minha. Afinal base é base e para mim a parte mais importante de uma maquiagem.
Sobre o produto…

“Teint Miracle maximiza a luz natural da pele, além de aumentar a luminosidade de sua superfície. A luz não é somente refletida na superfície da pele. Ela também é reemitida de maneira natural desde o seu interior. Essa é chamada luz interior. As bases de maquiagem tradicionais tendem a obstruir a luz natural da pele.

A descoberta da tecnologia Aura-Inside™
Toda pele possui uma luminosidade interior natural. Após constatar esse fato, os laboratórios Lancôme decidem estudar a Aura Luminosa, e ela passa a ser ciência. A tecnologia Aura Inside™ é composta por três pigmentos revolucionários que conferem uma maior radiância e luminosidade à pele. Os pigmentos Rosa e Azul deixam a pele mais viva. Restituem sua pureza e naturalidade. A Essência de Luz Líquida é composta por microespelhos líquidos, e esse pigmento permite que a luz circule livremente entre as células da epiderme.”
O que eu achei…
Na hora de escolher fui de cara na cor mais clara,que no site parecia ser a número 1 (aqui no Brasil tem 5 cores). A base chegou em casa, fui correndo testar e de cara tive certeza que tinha errado na escolha. O tom ficou super amarelo em mim e mesmo adorando a textura e o acabamento, fiquei com muita raiva achando que não poderia usar a minha Teint Miracle.
.
Tentei misturar com outra rosadas e até que deu certo, mas a beleza da base que tem a tal tecnologia acabava sendo minimizada pela mistura e jamais poderia dar minha verdadeira opinião. Usei umas 3 vezes e desisti. Coloquei de volta na caixinha e foi direto para a gaveta.
.
Até que no dia do evento de lançamento do novo perfume da marca eu comentei com o maquiador sobre minha decepção. Foi aí que ele me mostrou que a cor indicada para mim seria a 2 e não a 1. A 2 também é clara, só que não tem fundo amarelo. Testei a 2 e resolvi que iria pedir mais uma, desta vez a certa.
.
A número 2 chegou e agora sim eu poderia usá-la de verdade. A cor ficou 90% ideal, só ficaria melhor se ainda fosse um tiquinho mais clara.
O tal brilho que ela deixa na pele é algo muito sutil e perfeito. Uma leve cintilância que dá um aspecto mais saudável a pele.
.
A cobertura dela é leve e fica média se aplicar um pouquinho a mais de produto. A durabilidade dela é boa,  fácil de aplicar e não deixa minha pele oleosa.
O acabamento da pele fica super bonito em fotografias e achei muito boa para usar a noite.
Achei a base muito mais bonita e menos brilhante do que aquela Photo Perfection da Revlon que também tem um leve brilho. Ela reflete a luz de uma forma diferente e por isso fiquei tão apaixonada pelo sérum da marca que é a forma “pura”do tal pigmento. Mas logo falarei sobre ele.
.
Agora sim está aprovada e fica entre as Top 5 ! Mas ainda não ganha da minha queridinha Clarins (falei aqui). Sou mais usar a Clarins de dia e deixar a Teint Miracle para a noite.
.
Alguém aí tem e gostou ? Se deram bem com a cor escolhida ?
.
Onde ? (tem aqui)
Quanto ?  R$ 289,90
.
.
Sobre o autor

Editora e idealizadora do Makeup Atelier www.cinthiaferreira.com.br

Tudo sobre Estée Lauder Advanced Night Repair O melhor produto de Drunk Elephant | Lala Retro 3 Perfumes docinhos com toque Gourmand Como ter cílios curvados sem curvex Tudo sobre o BT Gloss de Bruna Tavares