Pele review

Meus protetores solares preferidos do momento

Se antigamente nos preocupávamos em usar protetor solar somente no verão, ou praia, a coisa mudou. Aquele creminho chato, melento e caro, teve que virar nosso companheiro de dia a dia. Mas felizmente a indústria cosmética está atendendo nossos desejos e a cada dia que passa desenvolve fórmulas mais avançadas, agradáveis e cheias de benefícios extras.

Como vocês já sabem, recebo um montão de produtos para testar. Alguns são testados 2 ou 3 vezes, não me apaixonam e nem viram posts, outros são muito bem aceitos pela minha pele e viram companheiros diário até a última gotinha.

Sou louca por dermocosméticos por acreditar na eficácia e qualidade. Por mais que use vários produtos de marcas de luxo que recebo, outros creminhos com cheirinhos deliciosos e tal, na proteção solar sou mais chata e exigente. Por conta da minha pele tom lagartixa e do não vitiligo, não posso dar bobeira. Uso sempre protetores solares potentes de marcas que confio.

Estes 3 foram meus preferidos dos últimos meses e venho intercalando-os no meu dia a dia.

Acabo preferindo o da Skin Ceuticals nos dias não tão quentes e quando quero uma aplicação mais hidratante e sem vestígio de pele branca ou quando minha pele está mais sensível. Escolho o da La Roche, quando fico mais exposta ao sol, ou quando farei um passeio na rua. E escolho o da Vichy quando está muito quente, pois na minha opinião, ele foi o que mais resolveu a questão da oleosidade que o calor terrivelmente nos proporciona.

 Agora um pouquinho de cada…

O primeiro é o Physical Fusion UV Defense da Skin Ceuticals. Sou mega fã da marca e adorei todo os produtos que já usei para valer. Ele tem uma alta concentração de ativos e são verdadeiros remedinhos para nossa pele.

É indicado para quem está fazendo algum tratamento estético e está com a pele fragilizada, peles naturalmente sensíveis e peles mistas a oleosas. É um protetor solar 100% físico, sem parabenos, textura super fluída e contém Óxido de Zinco, Dióxido de Titânio e Artemia salina que de acordo com o release, é um extrato de algas famoso por aumentar as defesas naturais da pele e sua resistência aos raios UV, ao estresse e ao calor.

Como podem ver, ele é colorido, mas é uma cor universal com esferas que se adaptam a todos os tons de pele. Não notei nenhuma mudança significativa por conta desta cor, mas tem a vantagem de não deixa a pele esbranquiçada, fato que muita gente reclama.

Eu gosto da textura mega fluída, apesar de achar que este detalhe faz a absorção ser um pouco mais demorada em relação aos outros. No início parece deixar a pele mais oleosa, mas depois de absorvido fica muito bom, mesmo não deixando a pele sequinha como o da Vichy por exemplo. Adoro utilizá-lo no dia seguinte que fiz esfoliação no rosto, pois não arde e não incomoda nem um pouco a pele. Este é o protetor solar preferido da minha mãe, que já o usava muito mesmo com a versão sem cor.

O segundo é o Anthelios Gel-creme toque seco FPS60 de La Roche Posay. Lançado em setembro junto com a versão FPS 30, foi pensado exclusivamente na pele dos brasileiros.

Além do seu alto índice de proteção utilizando a tecnologia patentiada Mexoplex® , o novo Anthelios gel-creme tem dupla ação: antibrilho: antioleosidade, graças ao gluconato de zinco que funciona como seborregulador; e antiumidade graças a ação do complexo mineral Perlite, ativo que absorve cinco vezes maior que a do talco.

Mais denso do que Vichy que contarei abaixo, mas mesmo assim eficaz contra a pele oleosa. Demora um pouco mais para ser absorvido, mas depois garante bem o resultado e deixa a pele seca e bem protegida, devido ao alto índice de proteção solar.

Gosto bastante deste quando sei que vou caminhar e ficar mas exposta ao sol. Ele é fácil de aplicar, mas pessoas morenas poderão perceber a pele um pouco esbranquiçada devido a composição e ao alto índice de FPS. Em mim fica ok e gosto muito do produto. Minha mãe usou a versão FPS30 do mesmo produto e também gostou bastante.

E por último o meu preferido no calorão, Capital Soleil FPS 50 da Vichy.

Outro produto desenvolvido especialmente para a pele brasileira, o Capital Soleil FPS 50 contém o sistema de filtros Mexoryl XL/SX, que combate as queimaduras e previne o envelhecimento precoce causados pelo sol, além disso possui micropartículas absorvente, sílica e Sebustop, tudo reduzir imediatamente a oleosidade e dar efeito matificante. Não contém parabenos e é feito com a já conhecida e amada, água termal Vichy.

A textura dele é mais densa, mas ao contrário do que parece, é só aplicar na pele que ele já “seca”imediatamente. Desde a versão dele com FPS30 (falei aqui) é que consigo usar a quantidade indicada de protetor solar sem sentir nada de oleosidade na pele, nem mesmo momentaneamente. Parece que ele acaba dando um efeito de primer no calorão e a base que foi aplicada por cima, dura bem mais tempo do que se não estivesse usando nada.

No calor que anda fazendo, ele sem dúvida está sendo o meu queridinho.  O Yuri já fez resenha dele aqui, o que significa que os homens provavelmente gostarão da textura dele.

.

E vocês, qual seu último protetor solar preferido ? Como ele é ?

Onde ? Ganhei todos das assessorias, mas pode ser facilmente encontrados em farmácias que revendem a marca.

Quanto ? Preço sugerido do Physical Fusion UV Defense, R$89,00, Anthelios Gel-creme toque seco FPS 60, R$ 69,90 e  Capital Soleil 50, R$56,90

You Might Also Like...

  • Mariana Pires
    novembro 27, 2012 at 3:26 pm

    Nossa… desses aí só o da Skinceuticals…

    ODeeeio o capital soleil e o da La Roche Posay… muito grudentos Argh!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 27, 2012 at 9:14 pm

      Hahahahha serio, o da skin é o que demora mais para absorver. Os outros deixam a pele mega sequinha. Vc testou estes novos mesmo ?

      • Marcelo
        novembro 24, 2015 at 2:30 pm

        Olá, Cinthia! Eu gostaria de saber se esses três protetores são removidos da pele apenas com limpeza simples (sabonete líquido e tônico/adstringente) ou é preciso usar demaquilante. Obrigado! Beijos!

        • Cinthia Ferreira
          novembro 25, 2015 at 9:13 am

          Dizem que todo protetor com cor dele ser removido com produtos que tb removem a make, se não tiver cor, não precisa ;) Bjs

  • Adriana
    novembro 28, 2012 at 7:56 am

    Não testei muitos, mas até agora o único protetor que segurou minha oleosidade foi o Bioré, que é asiático. Mas, de tão seco craquelava minha base e o resultado era o horror! Me rendi ao Ada Tina Pore, apesar de não reduzir tanto os poros nem segurar a oleosidade. Ah, e como tenho tendência a hiperpigmentar sempre uso FPS 50 pra cima. Eu também odeio esse da Vichy! Ao menos na minha pele mega oleosa e na cidade do sol onde moro, Natal/RN, ele não funciona, é um sebo só!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 28, 2012 at 4:06 pm

      Pois é…a reação vai mudar de pessoa para pessoa. Mas o indice de aceitação dele no Brasil foi altíssimo. En todo caso se vc já encontrou um bom nem vale a pena mudar mesmo ;)
      Bjs

  • Jú Lima
    novembro 28, 2012 at 9:50 am

    Gostei das dicas! Bjo

  • Isabella Rabello
    novembro 28, 2012 at 10:26 am

    Já usei o Capital Soleil com FPS30 e não achei o efeito tão sequinho quanto do Minesol Oil Control. Tenho medo de me arriscar no FPS50, pq geralmente quanto mais alto o FPS, mais oleosa a tela fica.
    No site da Vichy, a embalagem do Capital Soleil é outra. Vc sabe se a fórmula atual é a sua ou se mudaram a fórmula?

    • Cinthia Ferreira
      novembro 28, 2012 at 4:04 pm

      Então Isabella, o Minesol 30 é mais sequinho mesmo, mas como eu não posso usar nada abaixo de 50, não adianta para mim. E realmente quanto mais alto mais denso ele é.
      E a minha que eu saiba é a mais atual. Acho que adequaram a embalagem a nova regulamentação para colocar o ppq.
      Bjs

  • Liane
    novembro 28, 2012 at 2:24 pm

    O da La Roche eu nunca testei, mas esse da Vichy não tem nada de toque seco. Quem quiser um toque seco de verdade é o Normalize da ADATINA, uso o FPS 50 e é totalmente mate, melhor que o Minesol O.C. que esfarela um pouco.

    • Cinthia Ferreira
      novembro 28, 2012 at 4:09 pm

      Gente que engraçado..ahahah eu, o Yuri, minha mãe, minhas amigas, todos nós achamos perfeito para deixar a pele sequinha rsrs. Enfim, acho que nosso nível de oleosidade não deve ser tão cruel mesmo.
      E este Adatina eu nunca usei então não tenho o que falar.

  • Blogueira sugere opções de protetores solares para o verão 2013 « Notícias - REVISTA BOA FORMA
    novembro 29, 2012 at 4:28 pm

    […] de proteção e efeitos em diferentes tipos de pele. Quer saber o resultado desse teste? Acesse o Make Up Atelier. Protetores solares para o verão […]

  • Cristina
    novembro 29, 2012 at 11:20 pm

    Gostei do hidrafil – em gel, é fresquinho!
    Alguém mais experimentou?

  • Scheyla
    novembro 30, 2012 at 1:54 pm

    Ci, o primeiro da uma tonalizadinha na pele?

    • Cinthia Ferreira
      novembro 30, 2012 at 4:14 pm

      Então….fala que ele deixa a pele mas uniforme, mas na minha opinião não muda muito não. Só é bom que não fica branco e a cor ajuda a proteger ainda mais dos raios….mas cor mesmo em mim não notei.
      Bjs

  • Vivian
    janeiro 16, 2013 at 8:41 am

    Eu uso o Capital Soleil, e adoroooo! Minha pele fica super sequinha (tenho pele oleosa)! Acho que vai de pessoa para pessoa ne…Mas ele é totalmente ao contrário dos que eu usava antes que era um poço de óleo..rs Adorei,vou continuar usando e quero testar um fator mais alto, pois uso fator 30.

    Beijos!

  • Maria
    julho 2, 2017 at 9:09 am

    Adorei, vou usar! Tenho vitiligo faso tratamento, atualmente uso Roc Oil control FPS 70