Menu
corpo

Necessaire de viagem além da maquiagem…

shapoo

Quem me segue no instagram (@makeupatelier), sabe desde o fim de semana estou na Argentina, e foi montando minha necessaire desta viagem que achei interessante comentar algo que aconteceu comigo e me fez mudar de hábito na hora de escolher o que levar.

Já falei que amo miniaturas, que levo poucas maquiagens, que não deixo possíveis remédios de lado, nas nunca mencionei a necessaire “íntima”que não fico sem.

Claro que tinha que ser comigo uma história desta, mas vai que alguém passe o mesmo algum dia, então não custa engolir a vergonha e compartilhar rs.

Há alguns fomos para Las Vegas e antes de voltar para o Brasil, fizemos escala em Miami onde passamos 3 dias. Na época eu ainda não usava meu mirena e antes de chegar em Miami tinha comprado um absorvente X que não lembro o nome.

No dia seguinte que eu estava em Miami tive um probleminha nas áreas baixas e achei que teria um treco de tão incômodo que foi. Comprei umas pomadinhas que vimos na farmácia e o drama piorou ainda mais. Não tive escolha e acabei ligando para o médico do seguro de viagem para ser atendida no hotel.

Na ocasião uma amiga estava comigo no quarto, enquanto meu marido tinha descido com o pessoal para a área de lazer do hotel. Mas como meu inglês é macarrônico e por mais que eu entenda bem, travo na hora de falar, imaginem a cena na hora que o “médico”chegou.

Quando o cara entrou no quarto olhei para a minha amiga e não sabia se ria ou chorava. Ele não parecia médico e nem se vestia como tal. Parecia um cara que estava andando na rua todo largado e o chamaram para me atender.

Ele perguntou o que eu estava sentindo e felizmente, até que consegui explicar. Ai o infeliz pergunta de onde eu tinha vindo e quando eu respondi Las Vegas, o cara olhou para nós duas e disse: “Deve ser alguma DST”. E eu desesperada dizendo que não….rs, que eu estava com meu marido e que nuuuuunca tinha tido nenhum problema do tipo e tal.

O “doutor”perguntou se poderia me examinar e eu soltei um NÃO tão grande que até assustei o homem. Eu juro que preferiria aguentar até o Brasil do que deixar aquele homem olhar.

Depois de explicar bem o que tinha acontecido ele deduziu felizmente que eu tivesse apenas alguma candidíase e não uma DST (coisa que mesmo assim eu nunca tive, apesar de ser comum, ser do próprio organismo e não ter nenhuma relação com DST.  Mas me tratou um monte de comprimido daqueles controlados, com receita e que a farmácia demora 1 hora para preparar) . Tomei os tais remédios e quase não melhorei nada. Voltei para o Brasil e fui correndo no meu médico. Ele ficou chocado com a quantidade de remédio que o outro tinha passado e disse que eu não tinha NADA além de uma alergia.

Ou seja, o absorvente, o sabonete ou o papel higiênico me deu uma super alergia e o outro achando eu eu tinha “causado” em Vegas com a amiga ahhaha. Sério….acho que só comigo acontece estas coisas.

Resumindo: Se você vai viajar para fora do seu país, tem tendência a alergias e não quer passar pela mesma situação que eu, leve uma necessaire com suas coisinhas pessoais ou não tente testar marcas novas por lá. Deixe os testes e experimentações para as maquiagens.

Agora eu sempre levo meu sabonete líquido de bebê, meus absorventes e jamais deixo de levar na bolsa meus lencinhos de papel para não ter que usar papel higiênico do rolo que fica exposto nos banheiros públicos, onde o povo dá descarga com a tampa aberta e os bichinhos fazem a festa em cima no do papel ;)

Afinal a minha alergia aconteceu em Vegas e infelizmente não ficou em Vegas. Então melhor sair com tudo de casa.

Sobre o autor

Editora e idealizadora do Makeup Atelier www.cinthiaferreira.com.br

Exercícios abdominais: verdades e mitos TESTEI | Desodorante com Refil Por que toda pele precisa de hidratação ? Resenha | Nova base leve da Shiseido Perde peso não é emagrecer