Makeup review Swatches

Um dourado perfeito | Ombre Magnétique

Depois de ver tantos editorias lindíssimos com sombra dourada, lógico que não poderia deixar passar esta edição limitada da Ombre Magnétique.
A cor Disco Gold veio junto com a lavanda, na Coleção Ultra Lavande da privavera/verão 2011. Como não acho que meu tom de pele combine muito com tom lilás, acabei escolhendo a dourada e só depois fui ver que tinha chegado também a Disco Silver.
Não me arrependi da escolha em nenhum momento e com certeza vou usá-la várias e várias vezes.
.
Sobre o produto…
“A expressão absoluta da cor numa textura de nova geração. Graças a sua tecnologia pó flexível, a sombra magnética apresenta uma excepcional concentração em pigmentos. Sua textura única, um pó cremoso, veste as pálpebras com nuances espetaculares.
Graças à sua textura extraordinária, a Ombre Magnetique é um verdadeiro captador de luz. As nuances destacam o olhar ao serem aplicadas na extremidade interna do olho, criando um efeito “HIGHLIGHTER”. São 24 horas de duração extrema e a garantia de que a cor não desaparece na dobra da pálpebra.”

O que eu achei…

De cara já me apaixonei pela embalagem que é tão linda quanto a da Chanel (que mostrei aqui). Amo potinhos de vidro pesado e sempre tenho a impressão que o produto é melhor..rs

A cor é linda demais. Um dourado mais fechado com um efeito de iluminação incrível. A textura é de pó cremoso mesmo. Pode ser aplicada com a ponta dos dedos ou com um pincel.

A durabilidade é mesmo perfeita. Mesmo sem primer ela dura muitas horas intacta e sem acumular nas dobrinhas. Ela inclusive é mais fácil de aplicar do que a da Chanel, só perde para o brilho mesmo, que da Chanel é algo realmente absurdo. Para remover, só com demaquilante mesmo.

Apesar de mais barata que as suas primas (Chanel e Shiseido) ela ainda é cara. Mas rende tanto que nunca me vejo acabando com um potinho deste.

Ombre Magnétique Lancôme
Para fazer este olho, usei a Disco Gold na pálpebra toda e fiz um delineado inferior até o meio do olho.  Em seguida escureci os cantos externos com a Dark Horse da Urban Decay, usei a mesma sombra para delinear a outra metade do olho, apliquei lápis preto na linha d’água e finalizei com máscara.
.
Adoro usar sombras douradas misturadas com marrom ou preto. Mas quem quiser mais cor, pode combiná-la com um tom de vinho escuro que fica incrível.
.
Amei! Perfeita e super aprovada. Quem venham novas cores.
Onde ? É uma edição limitada, mas acredito que ainda tenha no site da Lancôme (aqui)
Quanto ? 99 reais
.

You Might Also Like...

  • Karine Costa
    março 29, 2012 at 12:23 pm

    Aiiii (suspiros) , produtos Lancôme são SEMPRE mto amor !!! Tenho mto receio de sombras douradas pois sou bem branquinha e acho que não combina, mas amei a combinação com o marrom, vou tentar !!!

    Bjs

  • Gih
    março 29, 2012 at 1:01 pm

    Ualll que tudoo
    amei.
    entrou pra minha listinha
    kisses

  • Flavinha
    março 29, 2012 at 4:16 pm

    uaooooo!! Lancome é sucesso sempre né? Muito lindo mesmo… mas eu vou tentar me conter, já tenho tanta sombra, acho que até hoje não vi o fim de nenhuma delas.
    Beijos,

    • Cinthia Ferreira
      março 31, 2012 at 11:29 am

      Ta certa. Tem q acabar as q tem para comprar mais mesmo :)

  • Cláudia
    março 29, 2012 at 4:32 pm

    Olá!

    Não tem nada haver com a lancome o que irei perguntar, apesar de adorar os produtos da lancome.
    Como vc é uma garota “antenada”, será que sabe qual o baton que a Patricia Poeta vem usando para apresentar o JN?
    Adoro! Já procurei, mas não sei.
    beijos!!!!

    • Cinthia Ferreira
      março 31, 2012 at 11:28 am

      Puxa claudia nao tenho idéia viu. Mas quando for assim cc. Anota o dia e liga na central globo q eles falam ;).
      Bjs

  • Paula
    março 29, 2012 at 6:01 pm

    NOOOOSSAAAA! super amei essa cor! ficou perfeita no seu olho! Lancôme e esses produtos que a gente quer tooooddooooss :)

    • Cinthia Ferreira
      março 31, 2012 at 11:26 am

      Linda né. Eu to apaixonada :). E tem um montão de coisa da lancome o P postar. Semana q vem já falo da base :). Bjs

  • Kárin Cardoso
    março 30, 2012 at 3:46 pm

    Também adoro fazer degradê com sombra dourada e vinho, fica lindo!

    • Cinthia Ferreira
      março 31, 2012 at 11:29 am

      Fica né. Acho q foge do convencional e é super chic :).

  • Laura
    março 30, 2012 at 4:10 pm

    Mais uma merda de produto testado em animais.
    CLARO QUE VC NÃO VAI PUBLICAR.
    Mas é hora das pessoas acordarem para o fato de que A BELEZA QUE VEM DO SOFRIMENTO DE ALGUÉM NÃO É REAL BELEZA.

    • Cinthia Ferreira
      março 30, 2012 at 6:18 pm

      Oi Laura. Vou publicar seu comentário sim, principalmente pq não é o seu primeiro comentário criticando. Mesmo que vc não use nem seu e-mail real para comentar.
      Mas gostaria que me dissesse uma coisa. Vc come carne ou peixe ? Bebe leite ? Come produtos feitos com ovos ? usa bolsas, cintos ou sapatos de couro ?

      Espero que não e confesso que ficarei muito feliz em ouvir o seu não como resposta e te enxergar como uma pessoa muito melhor que eu. Afinal não adianta somente criticar produtos de beleza e não ter uma atitude igual para os demais produtos que maltratam os animais. Agora se respondeu sim achando que mesmo o leite não é retirado de forma cruel, procure vídeos sobre o assunto e podemos conversar mais sobre o fato.

      Sou completamente contra este tipo de teste e priorizo marcas que não o fazem. Mas infelizmente tem coisas que fogem do nosso controle, não sabemos do método de testes e não serei hipócrita a ponto de não publicar um produto destes sendo que ainda infelizmente uso inúmeros produtos vindos do sofrimento animal e tenho muito o que aprender.

      Sou a favor de empresas conscientes e se vc for leitora do blog já deve ter observado que sempre destaco o “não testado em animais” em produtos que confio na procedência. Espero que no futuro nossa sociedade mude as formas de produção inclusive na alimentação, mas por enquanto de nada adianta vir manifestar seu descontentamento sobre um fato deste em um blog de cosmética sendo que o máximo que posso fazer é avisar quando sei que um produto não é testado desta forma.

      Não sei se tens, mas sugiro que leve sua insatisfação adiante e crie um espaço dedicado a sua indignação postando fatos e provas de marcas e produtos que participam ou não deste grupo. Tenho certeza que desta forma seu comentário seria bem mais útil e ouvido do que pular de blog em blog deixando o mesmo comentário.

      Se criares este espaço de forma honesta e esclarecedora, serei a primeira a divulgar.

      • Laura
        abril 2, 2012 at 12:03 pm

        Sou vegetariana, saudável e feliz.
        Couro e pele não entram na minha casa.
        Minha crítica não é somente a produtos de beleza, mas também contra a indústria farmacêutica, touradas, vivissecção, consumo de carne e outros produtos de origem animal, abandono de animais, uso de animais em circos e a qualquer tipo de maus tratos e crueldade contra eles. Minhas manifestações não se restringem à internet e meu trabalho vai muito além de ficar “pulando de blog em blog”.
        Não é novidade que o tratamento destinado aos animais de produção (leite, carne, ovos) e de trabalho (tração, carga, circos, zoológicos e afins) está imensamente longe de ser o ideal, ou pelo menos razoável. Meu foco aqui é sobre o uso de animais em testes de laboratório simplesmente porque o tema deste blog é beleza e cosméticos.
        Quanto a vc dizer que prioriza marcas que não fazem testes, vou discordar, porque o que mais vejo no seu blog são resenhas abarrotadas de elogios aos produtos da Lancôme, L’Oréal, Chanel, Avon e La Roche Posay. Produtos dessas marcas, aliás, também não entram na minha casa.
        Testes em animais são discutíveis tanto na indústria cosmética quanto na de medicamentos. O exemplo mais clássico é a talidomida, que foi ministrada sem efeitos colaterais importantes em diversos animais e no entanto o efeito nos humanos foi desastroso, causando má formação fetal que incluía o encurtamento ou a ausência de pernas e braços e órgãos internos. Portanto, não sou a favor dos testes na indústria farmacêutica, até porque existem inúmeros métodos alternativos, mas não é razoável exigir de uma pessoa que não tome o remédio que curará uma doença grave ou mesmo uma pequena dor porque o medicamento foi testado em animais. Mas muito diferente é a questão dos cosméticos, porque são supérfluos, usados meramente para embelezamento. Existe algum cosmético sem o qual vc NÃO PODE VIVER? É claro que não, então já que é supérfluo, por que não encontrar algo que não tenha sido produzido a partir do sofrimento desnecessário de um animal? Marcas cruelty-free existem aos montes, fazem produtos confiáveis e de excelente qualidade e com uma gama de cores, texturas e acabamentos quase infinita.
        Antes de alguém levantar a bandeira a favor dos testes, faça a gentileza de se informar e ler o que o PEA tem a dizer sobre isso: http://www.pea.org.br/crueldade/testes/
        Depois de saber os horrores que animais sofrem em laboratórios, usados em experimentos cruéis e dolorosos SEM ANESTESIA, pensem se realmente vale a pena continuar com essa barbárie. A dor que eles sentem é igual à sua e à do cachorro ou gato que vocês tem em casa. E a mudança desse esquema hediondo só depende de nós, consumidores.
        Ao menos pensem antes de comprar.

        • Cinthia Ferreira
          abril 2, 2012 at 12:53 pm

          Bom, Laura (se é que este é seu nome mesmo). Fico muito feliz em ler sua resposta e ver que aparentemente vc segue o que prega por aqui.
          Vc deve saber também que estas grandes marcas que testam seus produtos em animais, são laboratórios que fazem o processo do início ao fim, diferente de outras empresas que dizem não fazer este tipo de teste mas compram o ativo já testado e pronto para manipulação.
          Eu disse que tento alertar sobre as marcas que não testam e gosto muito de testar produtos mais naturais. Mas como eu disse, não serei hipócrita de parar de falar ou parar de usar um produto destas marcas já que sou uma errante que ainda comete uma série de “erros” consumindo produtos de origem animal.
          Eu não concordo com estes testes, mas sei que muito do que uso ainda vieram ao mercado através dele, portanto sinto muito por falar, mas ainda falarei por aqui de várias destas marcas pois são produtos que ainda uso. O dia que eu me tornar um ser humano melhor e parar de usar, falarei sobre minha nova e honrada forma de vida.
          Só sei que vi vídeos horríveis sobre o leite, os ovos, a carne e são bem piores do que o teste laboratorial. Mesmo sabendo, não mudei meu estilo de vida e quem sabe um dia encontre forças para muda.
          Só mais uma vez repito. Use suas forças para criar algo maior do que 2…3 linhas de comentários em blogs. Pesquise, escreva, arrume patrocínios, monte um site e divulgue. Pois assim como eu aprovei seu comentário, acredito que a mioria não aprove e seu tempo será em vão. Faça mais e quem sabe um dia daqui alguns anos as coisas realmente mude. Fico a disposição da divulgação de um trabalho sério que vc venha fazer.

          • Laura
            abril 2, 2012 at 3:14 pm

            Não estou discutindo qual dos maus tratos é o pior, todos são horríveis. E o fato de vc (e muitos mais) continuar(em) usando e divulgando esses produtos não atinge a mim, e sim aos seres que não tiveram opção senão viver os horrores de um laboratório. Que pena.
            E que pena de vc por saber o que é certo e insistir em fazer o errado.
            Hábitos não são obrigações e vc é livre para mudar.
            A propósito, escrever um blog não me basta e o meu trabalho abrange muito mais do que ficar na frente de um computador escrevendo.
            E enquanto o mundo não estiver consciente, eu (assim como muitas outras pessoas) continuarei fazendo a minha parte.

            • Cinthia Ferreira
              abril 2, 2012 at 3:48 pm

              Que bom Laura, faça sim a sua parte e esteja com a sua consciência limpa. E se vc acha inútil escrever um blog com fatos e pesquisa e que faz parte do seu trabalho entrar nos demais blogs, criticar e xingar em 2 linhas achando que isso vai ajudar alguém,bom para vc. Pq do seu trabalho mesmo até agora eu só vi isso além de usar um e-mail que não é seu.

  • Fabiana
    março 30, 2012 at 6:47 pm

    Gostaria muito de ver a resposta da Laura.
    Cinthia, vc mandou muito bem na sua resposta.
    Bj

  • Cláudia
    março 31, 2012 at 12:04 pm

    Oi Cinthia,

    Vc brilhou na sua resposta para Laura.
    Foi objetiva, coerente e, sobretudo, inteligente!
    Por isso que adoro seu blog.
    beijos!

    • Cinthia Ferreira
      abril 2, 2012 at 12:16 am

      Obrigada Claudia ;). Eu até tento eixar passar batido estas coisas mas sou inconformada com gente assim.
      Bjs ;).

  • João André
    março 31, 2012 at 1:35 pm

    Ci, sem até entrar no mérito da beleza, todas, tODAS as vacinas produzidas com anti corpos ativos vem de plasma (sangue) animal, principalmente cavalos bois e coelhos

    • Cinthia Ferreira
      abril 2, 2012 at 12:14 am

      Pois é João, quero ver conseguirmos viver corretamente em um mundo como este

    • Laura
      abril 2, 2012 at 12:06 pm

      Engano seu. Existem vacinas produzidas a partir de plasma humano e também sintéticas.

  • Marcelle
    março 31, 2012 at 7:18 pm

    Cinhia, muito boa sua resposta!
    Falando da sombra, eu tenho uma prata dessa mesma linha que eu amo d+! A textura é muito boa e a fixação tbm, isso sem contar o brilho!

    • Cinthia Ferreira
      abril 2, 2012 at 12:14 am

      Obrigada, Fico meio indignada com estas coisas..
      Esobre a sombra, que legal. Agora quero testar a tatoo color p ver se é parecida com estas. Queria uma escurona ;).

  • Milena
    abril 2, 2012 at 3:17 pm

    Sinceramente, eu não acredito que exista ninguém que seja a FAVOR de testes em animais. Existe gente que norteia sua vida e seus hábitos de consumo como forma de protesto contra esses testes, e existe gente que, mesmo preferindo que o teste não existisse, não chega a fazer disso uma prioridade e segue consumindo o que precisa.
    (vale mencionar que “precisar” é algo muito pessoal. Acho complicadíssimo alguém dizer que eu não “preciso” do único cosmético que resolve minha acne, por exemplo, e chamar isso de frescura).

    Onde existir gente, sempre vai existir sofrimento animal.
    Mesmo quem consome apenas vegetais, é causa da morte de vários animais pegos nas ceifadeiras, nas colheitas (coelhos, pequenos roedores, etc). Agrotóxicos matam tantos outros. Áreas de plantio hoje ocupam o que já foram habitats de várias espécies.
    O homem altera TUDO, e é complicado viver de forma completamente coerente com o que acreditamos/queremos/gostaríamos. Para garantir que não haja NENHUM sofrimento animal, só se plantarmos nossa própria comida. Mas quantas pessoas fazem isso? Então, todo mundo abre mão de alguma convicção por conveniência.

    Alguns fecham os olhos para os testes em cosméticos, outros fecham os olhos para a colheita do milho. Alguns se comovem com o sofrimento animal, mas não ligam de consumir produtos made in China por crianças que cumprem jornada dupla de trabalho.
    Por isso, eu acho injusto apontar dedos e detonar outra pessoa quando não há praticamente ninguém a salvo desses deslizes morais.

    O exemplo da Talidomida é anacrônico. A forma como os testes (inclusive em humanos) eram feitos e os parâmetros de segurança mudaram drasticamente de lá pra cá. O caso foi um divisor de águas (justificadamente).
    Acho ingenuidade acreditar que podemos prescindir de todos os testes, principalmente na indústria farmacêutica. Infelizmente, eles ainda aceleram bastante o processo de pesquisa. Alguém com um parente com câncer – ou outra doença igualmente séria – se oporia a uma pesquisa promissora por causa de testes em animais?

    Eu NÃO estou advogando em favor de marcas de cosméticos que testam.

    Acho que a tendência (bem-vinda) é que cada vez um número maior de marcas de maquiagem sejam cruelty free, mas penso que as empresas que realmente investem em pesquisa e inovam em tecnologia dermocosmética (descobrindo novas substâncias e tratamentos) continuarão testando.

    Eu vejo os 2 lados da questão e, sinceramente, ainda não formei uma opinião. Não aprovo moralmente os testes, mas não consigo me comprometer a só consumir produtos não testados.
    Seria mais fácil se o mundo fosse apenas em preto e branco, mas infelizmente não é…

    Enquanto isso, eu sigo ajudando os animais do jeito que posso. Já fui voluntária de abrigos, hoje eu contribuo com doações.
    Não é porque uma pessoa consome produtos de empresas que testam que ela é um monstro sem consciência…

    • Cinthia Ferreira
      abril 2, 2012 at 3:52 pm

      POis é Milena, vc disse tudo perfeitamente e estamos no mesmo barco.

    • Laura
      abril 3, 2012 at 2:19 pm

      Estamos falando de coisas totalmente diferentes. De fato existem situações em que não é possível evitar, e eu estou tratando de situações em que existem, sim, alternativas.

  • luiza
    outubro 8, 2012 at 8:30 pm

    que lindo eu amei