Menu
Geral

Publicidade ou opinião pessoal ?

Já faz um tempo que queria escrever este post, mas para variar me faltava tempo.

Desde que fiz a última pesquisa de opinião com os leitores, fiquei muito feliz com os resultados e a disposição de vocês em ajudar o blog a melhorar. Mas lendo alguns comentários, sou obrigada a entrar em um assunto polêmico….a publicidade em blogs.

Todos sabemos que de uns anos para cá, as agências e empresas começaram a dar mais valor aos blogs e enxergá-los como uma ótima fonte de divulgação (gratuita ou paga). E infelizmente sabemos que tem gente que vende a própria opinião por pouco (ou por muuuuito).

Só que nesta bagunça, milhares de leitoras não sabem mais o que é uma resenha com opinião pessoal, o que é uma mera publicidade escondida.

Não estou aqui para julgar ninguém, acho que cada um segue a vida profissional da forma que achar melhor. Só quero deixar alguns pontos claros para vocês que são meus leitores, afinal podem pensar que não, mas eu realmente me importo com todos que passam por aqui.

Na pesquisa fiz a seguinte pergunta: “Você confia nas opiniões da Cinthia (eu)?”

Em dois dias, mais de 1000 leitores responderam o questionário espontaneamente e o resultado para esta questão foi o seguinte…

Fiquei muito feliz por estes 99%. Afinal é muito importante saber que estou conseguindo passar esta confiança nestes 2 anos e meio de blog. Mas ao mesmo tempo tivemos 1% que disseram não confiar. Mesmo sendo um número pequeno, ele exite.

No campo de comentários uma leitora diz o seguinte: “Não confio na sua opinião pois você elogia tudo o que posta. Impossível alguém gostar de tudo que ganha”

A minha resposta é o seguinte. Vocês não imaginam a quantidade de coisas que eu recebo para testar e várias delas eu não gosto e não posto. Decidi que seria assim. Posto somente o que achar quem tem mais pontos positivos do que negativos (independente da marca, do preço ou se eu compraria ou não). Afinal não me considero nenhuma expert em cosmética para chegar aqui e dizer…“Não comprem, este produto é uma droga”. Afinal se fosse tão ruim e ninguém mais no mundo gostasse, não estaria sendo comercializado. Outra coisa é que opinião pessoal como já diz o nome, é PESSOAL. Por isso que eu sempre aviso, se foi bom para mim, pode não ser bom para você.

Quando tem um lançamento que não testei ainda, não tenho interesse em testar, não conheço, não trocaria pelo que já uso, não é para meu tipo de cabelo/pele, não conheço muito bem a marca, mas ao mesmo tempo acho interessante dividir com as leitoras, ele vai parar no “Espalhando Novidades…”. Uma área dedicada a todo tipo de release que recebi, achei o conteúdo interessante e publiquei gratuitamente.

Outro ponto foi que várias ( no mínimo 20%, o que meu deixou surpresa com a preocupação) leitoras escreveram nas observações que confiam muito na minha opinião mas pediram por favor para eu avisá-las sempre que postar um publieditorial. 

Acho que publieditorial, promoções, afiliados, banners e outras formas de publicidade são importantíssimos para manter um bom blog com atualizações diárias de pé (afinal 8 horas de trabalho por dia sem remuneração nenhuma é só para quem já tem $$ suficiente e trabalha por hobby e não é meu caso). Portanto não condeno isso de forma alguma, pelo contrário, acho péssimo quem aceita fazer tudo de graça e acaba gastando o que não tem para manter um blog no ar. Imaginem qualquer boa revista sem propaganda?  Com certeza custariam 10 vezes mais do que pagamos hoje em dia. Aliás eu seria contra, pois sou a apaixonada por anúncios de revistas e vocês sabem disso. Acho que bons anúncios em revistas ou em blogs são grandes fontes de informações e se forem bem feitos são muito agradáveis e bem vindos.

Mas ao mesmo tempo existe uma grande diferença entre publicidade e opinião pessoal verdadeira. As duas podem andar juntas de mãos dadas sim, mas quando estão identificadas, fica bem mais fácil de acreditar nos demais textos que foram escritos. Posso amar de paixão um produto que estou fazendo um “publi”, dar opinião pessoal sobre o mesmo, mas este estará “tagado” como tal.

Recebo muitas propostas de anúncios em forma de post e nego a grande maioria. Se o produto não for do meu agrado, se não tiver a cara dos leitores do blog, se eu não me sentir confortável com isso, nego na hora. Já deixei de ganhar muito com isso, mas ainda pretendo crescer devagar e sempre. Afinal quanto maior a escada, maior o tombo, prefiro subir um degrau por vez.

Aliás para quem não sabe, antes de me formar em Design eu fiz Publicidade (por último ainda fiz marketing) e pode ser que por ter trabalhado mais de 10 anos na área, meus textos acabem parecendo com meros anúncios, mas não são. Sem contar a minha forma empolgada de ser. Quem me conhece pessoalmente sabe muito bem minha euforia com as coisas e minha paixão por determinados assuntos e produto (sim, quem não sabe disso pode se assustar no princípio rsrs mas eu sou só um pouquinho maluca).

Portanto se algum post aqui do Make for um publieditorial ou publicidade, estará marcado como tal. O mesmo acontece com alguma promoção ou sorteio. Pode não ter uma faixa gigante escrita “Publieditorial ou Post Patrocinado” mas se você clicar no título do post, verá logo abaixo uma das palavras mencionadas no meio das categorias e tags. Ficou na dúvida, clica no título e olhe a tag,  pois por mais que pareça um “anúncio”, pode ser somente minha forma (doida) de escrever o texto.

Para completar (e não deixar ninguém doida procurando tag em resenha antiga), até hoje eu nunca fiz nenhuma resenha paga ( resenha é quando eu testo um determinado produto e dou a minha opinião pessoal sobre ele )aqui no blog, aliás não sei nem se faria ( …mas se um dia por algum motivo eu fizer estará tagado também como publicidade e não como resenha). Ainda acredito que uma resenha é mais saudável quando é feita de forma espontânea e sincera.

Para fazer minhas resenhas eu ganho muuuitos produtos, se for falar bem dele é problema meu e farei isso quando eu testar bem e quando eu quiser. Sempre deixo isso claro para qualquer empresa que pretende mandar algo. E mais uma vez reafirmo, só posto aqui se realmente tiver mais pontos positivos do que negativos. Se quiserem ler resenhas negativas de algo é só perguntar para o google que encontrarão vários ( e muitas vezes bons) resultados.

Outra questão é o tempo que demoro para fazer um review. Como alguém pode fazer review com dois dias de teste sobre um creme de dá os primeiros resultados de uso em 7 ? Fazer review de um blush que você usou o dia inteiro e amou até que vai, mas a maioria dos produtos não funciona desta forma. Eu demoro para postar mesmo, só desta forma consigo falar o que realmente achei de um produto. Portanto não achem ruim se eu falar de um produto dois meses depois de ter sido lançado, aqui é assim que a coisa funciona.

Agora para saber se um blog é sincero com seus leitores é só seguir por um tempo e você mesmo tirará suas próprias conclusões.

Desculpe o post gigante e espero que seja útil para antigos e novos leitores conhecerem um pouco mais deste meu cantinho.

Ps: sei que tem gente que vai querer comentar sobre casos que já tenham visto, mas este é um post explicativo, não vamos acusar ninguém nos comentários ok ? Não quero um post polêmico e sim deixar meus leitores cientes da forma que eu trabalho.

Sobre o autor

Editora e idealizadora do Makeup Atelier www.cinthiaferreira.com.br

Tudo sobre Estée Lauder Advanced Night Repair O melhor produto de Drunk Elephant | Lala Retro 3 Perfumes docinhos com toque Gourmand Como ter cílios curvados sem curvex Tudo sobre o BT Gloss de Bruna Tavares