All around me Geral

Comidas, academia e neuroses…

academia

Nunca me imaginei tendo que escrever sobre este assunto que está mais do que “batido”, mas o fato de ter um blog estar com a cara pra bater nesta internet todo santo dia acabou me induzindo a isto. Desculpem o texto longo…

Há tempos eu recebo alguns comentários e e-mails ‘diferentes” mas não sei se por inocência ou lerdeza, eu nunca tinha entendido bem o recado, até a última mensagem simples e direta que recebi. Quem me segue aqui, no meu blog de viagem e gastronomia ou nas minhas redes sociais sabe muito bem que eu amo comer e sou apaixonada por doces e vivo postando fotos de comida (sim, se eu tivesse tempo faria um curso de fotografias gastronômicas, o fundo de tela do meu computador só tem fotos de doces, compro docinhos de mentira para decorar minha casa e meu jogo de videogame preferido na infância era um que o Mickey andava pelo mundo dos doces…).

Claro que é normal muuuuitas mulheres perguntarem se eu sou doida, como eu aguento comer tudo aquilo e o que eu faço para não engordar…até aí ok, nada mais comum do que isso e na maioria das vezes é só comédia mesmo. Mas daí me perguntarem algo como….quanto tempo eu deixava a comida que eu ingeria no meu estômago……Oi ????  Então se isso é o que acontece, parem o mundo que eu realmente quero descer.

O mundo está ficando louco, as pessoas estão se matando em uma busca insaciável por algo que nem sempre é a sua realidade. Gente morrendo por tentar  ter a porcaria da tal barriga negativa, perdendo o fígado por conta de anabolizantes…vomitando para poder comer e não engordar….que droga é esta ???

Gente que nunca fez academia na vida malhando de uma hora para a outra, 3 horas por dia, 7 dias por semana pois viu que sei lá quem na internet fez isso e virou uma Barbie. Enquanto isso outras param de comer sem acompanhamento nenhum, tomam o remédio que a amiga indicou ou seguem as dietas milagrosas do facebook. Na boa, uma coisa é ser saudável, outra é ser neurótico e maluco. O que mais se vê por aí é gente que fica na pilha de malhar, fica louco, toma milhões e coisas e esquece que o dia que cansar, não tiver tempo ou parar, o corpo não vai ficar para sempre deste jeito sem manutenção. A mesma malhação que faz um bem absurdo para saúde, pode ser muito prejudicial se feita de forma errada ou exagerada.

Esportista saudável sempre estará em forma, terá o corpo em ordem, a mente saudável e tal….gente que entrou na academia somente por pressão social (e não médica), só pensa em atingir o impossível, se espelha em alguém com o biotipo e estrutura óssea totalmente diferente do seu e quer ser feliz, me desculpe…isso para mim é o mesmo que colar a foto do Brad Pitt na geladeira e ficar olhando diariamente até o dia que conquistá-lo (ops…será que a Jolie fez isso ?).

Então vamos encurtar o assunto dividindo algumas coisas a meu respeito que nunca disse mas que podem acabar com algumas ideias erradas.

RX | Eu, Cinthia Ferreira…

Sempre fui super magra e até tive problemas com isso na adolescência. Com uns 17…18 anos eu fiquei mais ‘mulher” e engordei alguns quilos. Tenho 1,69 de altura e peso atualmente 53 quilos. Meu peso máximo foi 60 quilos quando tinha 19 anos, morei em Santa Catarina e me acabei nas delícias de lá. Depois disso acabei mudando radicalmente minha alimentação e voltei ao meu peso normal.

Tenho tronco e braços finos, mas tenho quadril largo e pernas mais grossas e tudo que eu engordo vai para lá. Fiz academia muitos anos e por falta de tempo acabei parando e sinto muita falta de condicionamento físico. Acho importantíssimo fazer exercícios principalmente pela questão da saúde e não apenas para ficar com corpo perfeito.

Não tomo e nunca ingeri NADA para emagrecer, nem para ficar malhada, nem para ‘queimar gordura’ ou nada do tipo. Hoje eu dia eu tomo vitaminas que foram receitadas pelo meu médico junto com probióticos e glutamina para ajudar o sistema imunológico.

Tenho intolerância a lactose em nível não tão avançado. Não posso de forma alguma tomar leite puro mas posso comer comidas com leite, queijos e doces, sem ter muitas complicações por isso. Então quando quero muito tomar leite ou iogurte, tomo estes que já vem sem lactose (com lactase) ou tomo capsulas de lactase.

Já tive colesterol alto, melhorei a alimentação, troquei o método anticoncepcional e hoje em dia meu colesterol ruim é baixo e o bom é ótimo. Faço exames anuais com meu cardiologista e levo muito a sério esta questão. Tanto que para mim, a circunferência abdominal é algo que sempre levarei em consideração na questão da saúde, muito além da beleza física. Mulheres principalmente devem ficar bem atentas a isso e não enxergar obesidade como algo feio, mas sim como algo que pode ser perigoso em alguma etapa de sua vida.

Como amo experimentar comidas novas e amo doces, controlo a alimentação no dia a dia. Tomo muitas sopas que eu masma faço, como muitos legumes quando estou em casa, prefiro mil vezes comidinhas de neném (potinhos) quando não tenho tempo do que uma lasanha congelada, não tomo refrigerante há mais de 15 anos, quase não tomo sucos artificiais e bebo muita…mas muita água e muito chá (sem açúcar). Quase não como frituras, lanches industrializados, salgadinhos de pacote ou bolachas com recheio.  Bebida alcoólica, só uso para fazer comida. Sou descendente de Italianos por parte dos 3 avós então em quase todos os meus pratos só encontramos carboidratos. Estou bem longe de ter uma alimentação saudável como gostaria mas prefiro ainda comer um pouco de tudo enquanto a minha saúde estiver controlada e me permitir.

E sim, lógico que quando eu como demais eu engordo. Claro que a genética ajuda um pouco mas não sou melhor do que ninguém e sim…para emagrecer eu tenho que fechar a boca. Estou há mais de um mês e meio viajando, comendo errado e já engordei desde que sai de casa. Na volta terei que fazer uma bela reeducação alimentar. Poderia ser saudável mesmo viajando, poderia….eu optei por isso…não. Então bem feito para mim. Plantamos o que colhemos e eu sei disso.

Não estou, nunca estive e nunca estarei satisfeita com meu corpo. Como grande parte das mulheres (que não fazem parte do time da Angels da VS), sempre penso que poderia perder mais 3 quilos, sempre penso que se tivesse o bumbum durinho e tudo no lugar seria bem legal, mas ao mesmo tempo eu não luto para isso, então não posso reclamar. Gosto de comer e até que a saúde me permita, comerei minhas delícias com ou sem peso na consciência, não estou nem aí para a cara de espanto dos outros quando saio com gente que só come alface. Planejo sim voltar para academia, mas ainda espero me organizar e ter tempo para isso. E se algum dia tiver tempo e optar por algo, tentarei retomar o ballet que parei na adolescência ou voltar a fazer boxe e pilates, coisas que eu adorava fazer.

Vamos malhar de forma saudável, vamos tomar suco verde, azul, amarelo de bolinhas rosas…vamos comer melhor mas não só para postar no instagram, não para ser igual fulana ou sicrana, mas para ter saúde, ter qualidade de vida e ter um belo e longo futuro pela frente.

Finalizando com uma coisa muito séria e sem um pingo de preconceito, pois uma simples neurose feminina pode se transformar em uma doença gravíssima que estamos cansadas de ouvir falar. Se você percebe constantemente que muita gente fala que teu corpo está ótimo e você ainda se enxerga acima do peso, por favor procure um profissional que possa te ajudar, por mais que seja difícil acreditar que não é o mundo que está errado, mas você. Nossa mente nos prega peças que nem imaginamos e o espelho acaba mostrando uma realidade terrível e irreal. Não falo isso da boca para fora, pois apesar de não ter este tipo de problema com alimentação, há muito tempo fui diagnosticada com síndrome do pânico e sei muito bem o que é isso.  Cansei de ter medos irreais, enxergar situações que não estavam acontecendo e tantas outras coisas. E escrevo aqui de coração aberto que a melhor coisa que eu fiz foi fazer terapia e aconselho o mesmo para qualquer pessoa que esteja passando por alguma situação difícil.

E se você que está lendo tem alguma amiga com algum transtorno alimentar, por favor ajude esta pessoa a procurar um profissional. Amiga não é aquela que só elogia a magreza conquistada, mas aquela que é capaz de auxiliar quando percebe um comportamento diferente.

You Might Also Like...

  • Gabi
    novembro 22, 2013 at 2:50 pm

    Nossa, há tempos alguém precisava dar esse sacode!

    Há um clima de perseguição, uma patrulha ideológica mesmo, em cima das pessoas que , por qualquer motivo, não fazem detox, não toma whwy, não fazem pilates,balé,corrida e mais não sei o quê…

    Todo mundo tem que buscar ser saudável, não tenho dúvida, mas ter um comportamento respeitoso com quem simplesmente não quer fazer tudo isso que citei acima também é sinal de saúde – saúde social, mental!

    Uma dúvida: qaundo você fala que trocou o método anticoncepcional, o que exatamente isso mudou na sua saúde?

    Parabéns pelo post, mais uma vez! :)

    Um bjo! ;*

  • Gabelita
    novembro 22, 2013 at 2:57 pm

    Palmas, só palmas. Obrigada pelo texto, Cinthia. Espero que muita gente possa lê-lo.

  • Pâmella G. Baptista
    novembro 22, 2013 at 3:02 pm

    Ci! (depois de anos te acompanhando, “só” posso me sentir íntima!)
    Simplesmente A-M-E-I tudo o que você escreveu! Essa neurose de estar magra, de não comer – ou só comer alface -, de ficar horas na academia, moda fitness e tudo o mais já está cansando as pessoas “normais”.
    Estou acima do meu peso, tenho consciência disso, mas também não aguento mais essa cobrança de todos os lados! Trabalho, tenho uma vida acadêmica ativa, tenho meu blog, faço milhões de coisas e academia, hoje, não é uma prioridade na minha vida. Não tenho tempo! Nem gosto…
    Adoro comer, acho uma delícia – principalmente quando estamos viajando – e acho um saquiiiinho esse comentários: “nossa, mas isso não engorda?”, “parece uma delícia, mas não tenho coragem de comer”, “1000 kcal!”.

    Apoiadíssima! Adoro seus posts gastronômicos e super apoio! ;)

    Beijo enorme!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 12:38 pm

      Opa, pode sim rsrs
      Tudo que é demais cansa….daqui a pouco o povo arruma uma nova modinha…é sempre assim :) E o que me preocupa é hora que isso cansar, o povo vai volar a ser sedentário, o corpo deixará de ser o que é e teremos pessoas infelizes.
      Da mesma forma que muitas endeusam a magreza, não quero de forma alguma exaltar a gula, mas esta é o minha forma de ser. Acho que o leitor precisa ter o discernimento de absorver somente o que é legal para a sua vida. imagino que pessoas com dificuldade de cotrolar a vontade de doces por exemplo, tem meeeesmo que parar de me seguir ou ignorar certas coisas. Agora acho complicado alguém achar que só pq eu como e não estou obesa, faço alguma coisa absurda para manter meu peso….que coisa louca isso.
      Toda vez que vou ao médico ele me pergunta se estou me exercitando e tomo uma bronca. Sei que posso me arrepender no futuro e tenho que mudar isso logo. Mas tenho em mente fazer algo que me deixe saudável e jamais parar de viver para ficar em função disso. Só sou a favor de viver na academia se este for o seu trabalho rsrs…Tudo que é demais faz mal..
      O importante é se exercitar de forma saudável e constante. Fazer academia 5 horas por dia antes do verão e depois parar….não há corpo que aguente o vai e vem.
      Bjssss

  • Lucia
    novembro 22, 2013 at 3:28 pm

    Amei o texto, muita gente estava precisando ler algo assim. A patrulha tá cansativa, além de grosseira e mal educada. Ou você segue um insta maluco de fitness ou você quer morrer gordo-diabético-do coração. E é um perigo, porque uma pessoa bate o olho ali, olha para si mesma e pensa que se não conseguir aquilo então ela não vale nada. E não adianta dizer que cada um é cada um porque grande quantidade da turma insegura/imatura/desesperada para “se integrar” vai acabar ficando doente.
    Instagram não é consultório médico, nutricionista ou personal trainer. No entanto, pelo número de seguidores de alguns, parece que acham que sim. Onde essa gente vai parar?
    Comer agora virou crime, cruzes, e ficar magro e malhado é lei. Para piorar, temos essas campanhas nojentas tipo a da Marisa, agora da Neutrogena, como se o verão fosse apenas para os magros, os gordos (mesmo com os exames de saúde tudo em dia) que se escondam em suas geladeiras. Neurose e preconceito, é só o que ando vendo aí.

    Parabéns pelo post!
    Bjos!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 12:29 pm

      hahahah pois é….e eu seguindo um monte de perfil que posta foto de comida ahahahah.
      Mas o importante é ter personalidade não adianta….se as pessoas se inspirassem um pouco nas outras e filtrasse somente a parte bacana, tudo seria mais fácil. O problema que a massa quer um mestre….quem alguém que dite regras e que estabeleça perfis.
      Por isso que eu tenho muito medo da juventude atual que tem isso mesmo como escola. Acho que os novos pais tinham que trabalhar menos, pensar menos no futuro financeiro e dar mais atenção ao que os filhos estão fazendo mesmo sem sair de casa.
      Por isso que vc já deve ter me visto falando que tenho tanto medo de indicar coisas até mesmo de pele, que a pessoa pode usar sem consultar um médico. Ter um blog não te transforma em um “sábio” e os leitores tinham que aprender a ver blogs, e redes sociais como simples pessoas comuns que podem falar ou escrever o que quiserem sem a necessidade de ser ou não uma verdade.
      As propagandas só mostram o que a maioria quer ouvir….chato mas infelizmente é a real. O que tem que mudar é a cabeça do consumidor e não dar bola para este tipo de coisa. Ainda não vi esta campanha da Neutrogena que vc falou mas lembro do rolo que deu a Marisa. Se as pessoas vissem menos televisão, menos internet e lessem mais bons livros…acho que o mundo estaria melhor ;) Falta muito filtro no que se vê e no que se copia.
      bjs e obrigada pelo comentário.

  • Bianca Duarte
    novembro 22, 2013 at 5:39 pm

    Oi Cinthia!
    Eu não poderia concordar mais com você.
    Temos em comum o amor por comida e viagens, só não a genética favorecedora, infelizmente, hehe.
    Por isso e outras coisas que adoro ler os seus 2 blogs. Resolvi mudar minha vida pra um estilo mais saudável por questões de saúde e bem estar, e acompanhava outros blogs/instagram pra me deixar estimulada. Só que com o tempo a coisa começou a ficar tão maluca que hoje não sigo quase mais nenhum, de tanta blogueira que mudou e ficou “it pé no saco”. Algumas seguidoras dessas pessoas são mais assustadoras ainda.
    Já estudei bastante sobre transtornos alimentares na universidade, e a coisa é bem mais séria do que parece. Essas pessoas estão desvirtuando o saudável completamente…!
    Conseguiram até me deixar com vergonha de dizer na internet que gosto de malhar. Que coisa, não?

    Enfim, acho que na vida é tudo uma questão de equilíbrio, nunca vou deixar de comer ou fazer algo que gosto só pra ter um “six pack”. Isso não me deixaria feliz. Mas por outro lado, tento controlar a minha ansiedade (que claro, desconto na comida) e a ingestão de certas guloseimas que me deixam passando MAL quando como (ex: fritura, refrigerante), porque o custo x benefício pra mim realmente não vale à pena.

    p.s: Fiz sua receita de panqueca de leite condensado e ameeei! Só acho que iriam ficar ainda mais gostosas com o leite condensado brasileiro, já que o daqui é meio “azedo” e aguado :P

    Beijos!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 12:21 pm

      Eu sempre digo que tenho mais medo de que “segue”do que quem é “seguido”. A pessoa tem o direito de postar o que quiser…os outros que devem ter discernimento de levar como lema ou não.
      E imagino sim vc tendo vergonha de dizer que malha, outras amigas já disseram isso rs.
      Eu tenho muito medo da juventude que nasceu nas redes sociais e usam isso como escola. As pessoas tinham que prestar mais atenção ao que postam pois sabem que influenciarão multidões :( Eu morro de pânico de postar algo que possa influencias de forma negativa a vida de alguém. Acho que os pais atuais tinham que prestar mais atenção na vida dos filhos. Antes o controle era se o filho ficava na rua e tinha companhia negativa, hoje em dia não precisa nem sair de casa para ser influenciado de forma errada. Tenho muito medo disso….o mundo está cada dia pior :(
      E esta coisa de Six Pack só me faz rir. Gosto não se discute e cada um tem o seu. Mas eu sou muito mulherzinha para gostar de abdome trincado rsrs.

      E que legal que fez a panqueca rs….ai ai….acho que o leite condensado do Brasil é o melhor do mundo mesmo. Hummmm leite moça é vida ahhahahah
      Bjs

  • Mara Thays
    novembro 22, 2013 at 10:15 pm

    Disse tudo Cinthia! As pessoas estão perdendo a noção, a idéia de equilíbrio… Como diz o ditado: tudo demais é veneno!

  • Thamyres Sant'Anna
    novembro 22, 2013 at 11:14 pm

    Puxa, Ci! Não poderia ser mais verdadeiro! Vivemos numa sociedade onde ou você é magérrima ou tem que ser “gostosona”. Diria que esse posto foi um belo de um tapa na cara de muita gente! Tô cansada desse povo que só sabe falar de academia, pensar em academia, viver na academia. Também sou como você, bem magrinha mesmo, sempre fui. Tenho 17 anos, sou bem baixinha, 1,51m (sim, sou mini!) e atualmente estou um pouco abaixo do “peso ideal” mas não por querer e sim por motivos que ainda não descobri. Quando era mais nova pesava quase 55kg, mas eram bem distrubuidos, nunca fui gordinha, era mais corpuda, kkkk. Porém fiquei com uma inflamação na garganta muito forte há 2 anos, perdi 15kg e nunca mais consegui recuperar. Eu sempre fui satisfeita com meu corpo na medida do possivel, claro que queria ter um bumbum maior e essas coisas mas nunca fui neurotica. Hoje peso 40kg mas fico oscilando entre 38, 39 e 40kg. Claro que não estou muito satisfeita com o que vejo no espelho então procurei um endocrino e fiz uma bateria de exames. Estava tudo certo e ele ainda me parabenizou pela minha excelente saúde e me disse pra desneurar do peso porque ele um pouco abaixo do normal só seria problema se eu estivesse com alguma doença ou deficiencia hormonal, o que não é o meu caso, então agora é tudo puramente estético. Hoje tomo estimulantes de apetite e um suplemento proteico… E meu médico me disse que eu deveria malhar mas eu ODEIO academia, então entendi que deveria fazer alguma atividade física. Ainda estou pesquisando o que fazer porque fujo da musculação como o diabo foge da cruz hehehehe. Tenho pavor de ficar como essas mulheres que perdem a noção do ridículo e ficam tão musculosas que poderiam competir com alguns homens. Admiro muito mais um corpo feminino, com curvas femininas, nada muito exagerado. Acho que a musculação em excesso e quando se trata apenas do fator estético aumenta o musculo mas atrofia o cerebro porque as pessoas só pensam nisso. Escrevi demais, mas queria muito compartilhar isso porque muita gente pensa que tenho alguma doença tipo anorexia, bulimia e outros disturbios alimentares por conta do meu antigo corpo em comparação com o de agora quando na verdade o que eu mais quero é ganhar uns 10 kg pra me sentir mais feliz comigo mesma. Deus me livre viver como essas pessoas que contam calorias até da água porque tem comer quantidade X de carboidratos, ou não comer. Então viva a uma sociedade onde cada um respeita o corpo alheio, onde o fato de voce não fazer musculação não te torna uma extraterrestre e onde a saúde seja mais importante do que a estética!

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 12:12 pm

      Olha Thamyres, se conselho fosse bom seria vendido né ? Mas te digo uma coisa, em breve isso tudo que vc está sentindo vai mudar. Se vc está saudável está óooootimo. Pq ser igual a todos mundo se vc pode ser linda do seu jeito ? Saiba que modelos lindíssimas que hoje são desejadas, já foram consideradas feias e magras demais na sua idade…sério. Eu mesmo morria de vontade de ter o corpo que minhas amigas tinham na adolescência e hoje percebo como isso era bobo. Eu tinha um corpo ótimo e se soubesse que depois de uma certa idade seria tão mais difícil de manter o peso, jamais teria chorado por conta da minha magreza.
      Vc é muito nova ainda e teu corpo vai mudar demais. Não faço algo que não sinta prazer para agradar os outros por favor….sério mesmo. Vc tem que fazer algo que lhe dá prazer, que lhe traga benefícios principalmente para a mente. O problema que todo mundo enxerga a musculação como a única forma de ter um corpo bonito e saudável e não é ;)
      Não queira ganhar 10 quilos hoje pois vc poderá querer perdê-los no futuro. Aproveite o corpo que tem e use-o da melhor forma possível.
      O que as pessoas mais precisam (me incluo nessa com certeza) é de autoconfiança. Gente autoconfiante pode ter o pessoa que for, o corpo que for que é feliz.
      E para ter o respeito alheio, precisamos nos respeitar e nos aceitar em primeiro lugar ;)
      Bjsssss

  • Luciana
    novembro 23, 2013 at 10:39 am

    Me assusta que comida tenha virado “gordice”, e que “magra” tenha virado elogio por si só. Ótimo texto, muito lúcido. Parabéns pelos blogs, visito os dois sempre!

  • Eliana
    novembro 23, 2013 at 2:09 pm

    Gostei demais do que você escreveu,já brinquei com suas postagens de gostosuras no Face(porque eu sou sedentária,um distúrbio alimentar ambulante e que até os 35 não passava dos 50 kg e agora,49,arredondei legal – bem o que você falou,sobre a “manutenção” ) .Sou de outra geração e me assusto com o que vejo ao redor,esta preocupação com aparência “modelo”.Não é estar bonita é parecer com um determinado modelo de beleza.Tentar se encaixar à força numa “aparência” que talvez signifique sucesso na vida,felicidade,sei lá.Parecer “rica”?!
    Eu,cansei de escutar o “nossa,como está magrinha” e passei para o “você engordou”,difícil é escutar “você está bem?”,porque não parece ser isso que importa.Esta sociedade atual é muito mesquinha,cruel e vazia e não quero nem ver no que vai dar,aliás,’vejo’,nas crianças que chegam à escola com o cabelo alisado/tingido/com mechas e afins,que não usam uniforme para desfilar o guarda roupa e que se agridem por nada ,não aceitam quem não se comporta/aparece igual e não ligam pra nada além de si e suas satisfações,reflexo da criação(ou falta dela) que recebem,do meio que reproduzem.Tenho medo.

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 12:01 pm

      hahaahah pode brincar o quanto quiser pq isso eu acho é muito engraçado. ;)
      E é bem assim…as pessoas querem que vc seja o que ela imaginam. Eu tb já ouvi tudo o que vc pode imaginar e na maioria das vezes a resposta que dou é única e a pessoa nunca mais se atreve.
      E sim….eu li um artigo sobre a diferença das últimas 3 gerações e é bem isso…houve uma distorção total de valores da época dos meus pais, até a época de hoje. Tenho medo demais de onde isso vai parar. Sorte dos filhos de hoje que tiverem pais centrados e preparados para auxiliá-los em um futuro melhor….sorte mesmo.

  • Gabriela
    novembro 23, 2013 at 4:39 pm

    Cy, sua fofa!
    Adoro seu equilíbrio e sua sensibilidade (sentidos aguçados mesmo).
    beijo pra você

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 11:56 am

      Obrigada Gabriela, tive que falar….
      Bjs

  • Tanisia
    novembro 23, 2013 at 9:49 pm

    Oi Cinthia.
    Quando li seu post não pude deixar de comentar. Uns dias atras tive a infelicidade de fazer um cometario no instagram de uma blogueira. Disse que comia frutas. Nossa! Você não imagina os cometarios que li. Foi super ofendida. Como se o fato de comer frutas fosse um crime. Essas pessoas estão ficando malucas. Ninguem que ser mais saudavel. Esse pessoal que ser magra a qualquer custo. Antes de ser mãe também tinha esse tipo de pensamento. Mas hoje vejo que tenho que dar um bom exemplo para meu filho. Assim como você, adoro comer doces. Mas como de forma controlada. Saudavel sim, neurotica não. O que acho mais precupantes. E que essas blogueiras acabam influenciado muita gente. Gente que idolatram esses malucas.

    Parabêns pelo blog. Me indetifico bastante. Bjão

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 11:55 am

      Infelizmente algumas pessoas usam a internet para serem quem não são, para ofender sem ser punido, para criticar e para infernizar a vida alheia. Uns compartilham experiências, outros usam o tempo livre para tentar deixar alguém para baixo :(
      Tudo que é exagero faz mal. Comer de mais faz mal, academia de mais faz mal e comer doces de mais faz mal. Temos que aprender a filtrar o que vemos por ai e pronto.Não é pq eu fiz algo errado que vc leitora vai querer copiar….isso é loucura…né ?
      Olha, eu tenho mais medo de quem idolatra do que quem posta qualquer coisa ;) Por isso que quando vejo que leitora me endeusando ou achando perfeição onde não existe, eu sou a primeira a falar que chega disso e que eu sou um ser humano cheio de defeitos como qualquer outro e quero ser vista como tal. Deus tá no céu né rsrs…
      Bjs e obrigada

  • Andresa
    novembro 23, 2013 at 10:30 pm

    Tenho ficado assustada com o que tenho visto, tanto no meu convívio como no mundo virtual. Vejo blogueiras de vários assuntos usando seu espaço para mostrar como emagreceram e incentivando suas leitoras a fazer o mesmo. Na familia, no trabalho, nos grupos de amigos… todos falando sobre academia, suplementos e demais coisas. Visto manequim 40 e vivo sendo incentivada a malhar para ficar magra, vestir 36 e ficar sarada. Gente! Odeio academia, oscilo caminha e corrida, estou saudável e não quero ficar sarada e vestir 36… me deixem em paz! Minha meta atual é evitar ficar perto de gente que só fala de dieta, músculos, suplementos, abdomem sarado, barriga negativa, detox, academia, personal, roupas para malhar, corrida… para muita gente a vida está resumida nisso. As pessoas se tornaram mal educadas, desagradáveis, grosseiras e deselegantes, chamam quem não tem interesse em ficar sarado e magro de preguiçoso, gordo (mesmo estando longe disso), controlam e criticam o que os outros comem. Sinto falta de pessoas que se reunem para rir, falar bobagem, fazer um lanche da tarde descontraído, falar de saúde, livros, filmes, passeios, trabalho… sobre a vida.
    Parabéns pelo post, excelente texto.

    • Cinthia Ferreira
      novembro 24, 2013 at 11:47 am

      Então, eu não condeno quem queria, conseguiu emagrecer, posta imagens e fica feliz com isso, pelo contrário. Se foi um vitória e pode incentivar os demais, ótimo. O que me assusta é a forma que isso as vezes é passado e copiado sabe ?
      Tenho várias colegas blogueiras que emagreceram de forma saudável e estão lindas e felizes. Mas acho que tudo tem limite. Uma coisa é chegar no peso desejada e ter uma via, outra é parar de viver para ser perfeita.
      O principal é cada um ser feliz com o que quer. Se vc tem saúde e está feliz vestindo 40, que se danem os demais. O errado é seguir a pressão alheia para ser algo que os outros querem que vc seja ;)
      E eu amoooo sair com amigos para comer, papear e sem pensar em quantas calorias estou ingerindo. A internet e as redes sociais inventaram uma nova forma de viada onde as pessoas cuidam mais da vida alheia do que a própria.
      Mas enfim, vamos apertar o botãozinho do F$#@% e ser feliz.
      Bjsss e obrigada.

  • Andresa
    novembro 24, 2013 at 3:30 pm

    Pois é, Cinthia. Também tenho amigas que emagreceram de maneira saudável e no grupo super apoiamos e incentivamos, é algo natural. Não há cobranças e uma não fica policiando a outra… como penso que deva ser. Concordo com você, muita gente posta por estar feliz com seus resultados e considero perfeitamente normal. Também e que muita gente lê e toma aquilo como algo a seguir a qualquer preço. Resumindo… tem de tudo.
    O problema é a neura que se criou e tomou conta de muita gente. Como outras pessoas comentaram precisa ter equilíbrio e respeitar o fato de que as pessoas são diferentes, corpos diferentes, gostos diferentes…
    Considero você super sensata na sua forma de escrever, assim como outros blogs que sigo. Mais uma vez parabéns pelo texto.

  • Tamine
    novembro 25, 2013 at 7:48 pm

    Cinthia, eu confesso que parei de te seguir no instagram por causa das fotos de comida. Eu, assim como você, sempre fui magra. Sempre sempre. Mas recentemente fiz avaliação física e meu percentual de gordura está em 29,5. Me assustou.. daí comecei a reeducação alimentar para aprender a comer de forma mais saudável, rejeitar besteiras.. cortei fast food pelo menos agora e não to sentindo falta, mas evitar doces está sendo muito difícil.. e quando eu entrava no instagram piorava com as fotos maravilhosas que vc coloca (olho grande hahaha).. aí decidir só entrar no blog que fala de maquiagem, o assunto que gosto de acompanhar!
    Não sou NADA neurótica com o corpo, não quero ficar magrela ou super sarada, mas estou pensando na minha saúde e no meu futuro. 30% de gordura não é bom pra ninguém!rs

    • Cinthia Ferreira
      novembro 25, 2013 at 9:38 pm

      Oi Tamine, está certíssima ;) Tem que cuidar do excesso sim pois com saúde não se brinca. Como o insta é para falar dos meus dois blogs tenho que postar sobre ambos os assuntos e te dou toda razão. Se algo lhe incomoda de alguma forma tem mais é que ficar longe.
      Bjs e nos falamos por aqui rs

  • Olga
    novembro 26, 2013 at 1:15 pm

    Muito bom esse post! Vou te falar, sou totalmente plus size, meu tamanho é 50 e minha genética não ajuda! Fui magra até meus 19 anos, e descobri que eu só era magra porque eu não comia, não gostava de nada. Quando comecei a namorar meu marido ele disse que eu teria que aprender a comer senão não ia dar certo…..acho que aprendi direitinho a lição, mas acho que eu não precisava exagerar tanto…rs.
    Claro que me preocupo com minha saúde, faço natação duas vezes por semana, check up todo ano e graças a Deus está tudo bem! Vejo muita gente que não me conhece de verdade me olhando torto, mesmo na natação, sinto olhares do tipo “será que essa gorda sabe nadar?” no shopping quando entro em uma loja “nossa, não tem nada que sirva nela aqui!”, mas eu nunca me importei com isso, não deixei de me cuidar, colocar uma roupa legal, passar um make “bapho”, cuidar do meu cabelo, deixar de ir nos lugares e etc. Nós temos que nos amar pelo aquilo que somos, ninguém sabe o dia de amanhã, não sabemos o que pode acontecer com a gente no futuro! Cinthia, adoro seu blog, sempre leio e sigo suas dicas, e tenho certeza que várias leitoras irão criticar meu comentário! Antes que isso aconteça, só posso dizer que tenho pena dessas pessoas! BEIJOS MIL!

  • Lidy
    novembro 26, 2013 at 1:43 pm

    Adoroooooooooooooooo vc #CySincera..hahahaha..Nossa o que eu conheço de gente que so come batata doce e clara de ovo é brincadeira,sem falar q fica quase a vida toda dentro da academia(uma neurose que não é normal)..nossa o mundo ta todo estranho..a vida é tão curta pra ficar so de dieta né?…tanta coisa gostosa no mundo pra comer e a pessoa so na alface ..kkkk..eu tomo muita agua e como de tudo um pouco,so q com moderação!!!pq – é + !!!

    Amei o post Cy!
    Beijos

  • Anninha Sacani
    novembro 27, 2013 at 3:56 pm

    Até que enfim, um sopro de bom senso!
    Eu estou ficando doente de tanta gente maluca com esse assunto. Parece que as pessoas estão obcecadas não só com a própria imagem, mas querem quer todo mundo, absolutamente todos, se convertam a nova religião do corpo perfeito. Não importa a que custo. O grande problema é que a maioria dessas pessoas está pouco se lixando pra saúde, se estivessem mesmo preocupadas com a qualidade de vida alheia, não daria dicas do tipo “emagreça a qualquer custo”. Eu estou simplesmente me afastando dessas pessoas fanáticas, não tenho mais paciência com essa nova doença…

    Beijos!!!

  • Adriana RP
    novembro 28, 2013 at 8:11 am

    Obrigada… mesmo… tô me sentindo menos anormal agora… Não estou magra, mas também não estou deixando de comer as coisas que gosto para isso… não me privo do meu chocolate pré TPM para perder peso… Não consigo! Amo comer, amo comida e amo cozinhar… e acho que a vida seria bem sem graça se eu não pudesse ao menos experimentar comidas novas e deliciosas (sem exagero claro). Concordo que preciso incluir um pouco de exercício no meu dia a dia… mas correr que é o mais acessível não me agrada muito, também não posso ir muito rápido porque tenho problema no joelho. Neste sentido vivo procurando atividades que posso fazer, mas ainda não consegui uma rotina que dê certo… mas não desisti e não vou desistir!!! Só não quero “pirar” por causa da mídia… mas sinceramente… às vezes é difícil e me sinto meio fora do esperado.